top of page

Quantidade de comida em casa é insuficiente para 24% dos brasileiros

Pesquisa Datafolha aponta que quantidade de comida em casa foi insuficiente para 24% dos brasileiros. Insegurança alimentar é maior entre os mais pobres e no Nordeste

javascript:false

Por Juliana Lima, extraído do Observatório do Terceiro Setor

De acordo com a última pesquisa do Datafolha, 24% dos brasileiros afirmam que a quantidade de comida que tinham em suas casas foi inferior à necessária para alimentar sua família nos últimos meses. Outros 63% declararam que a quantidade de comida que tinham foi exatamente a que precisavam.

Ainda segundo a pesquisa, a insegurança alimentar é maior entre os mais pobres. Entre as pessoas que recebem até dois salários mínimos (R$ 2.424) como renda familiar mensal, 35% consideraram a quantidade de comida em casa insuficiente. Entre os que têm renda mensal de dois a cinco salários mínimos (R$ 6.060), a porcentagem cai para 13%.

Além disso, a insegurança alimentar também é maior na região Nordeste, onde 32% dos brasileiros dizem que tiveram menos comida do que o necessário nos últimos meses, e menor no Sul, onde 18% consideraram a comida disponível insuficiente.

Segundo a Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar (Rede Penssan), a pandemia fez com que a fome e a insegurança alimentar aumentassem muito no Brasil. De acordo com dados da rede, 55% dos lares do país apresentavam algum grau de insegurança alimentar no fim de 2020, o primeiro ano da crise sanitária. Em 2018, essa era uma realidade para 37% dos domicílios brasileiros.

De acordo com a pesquisa do Datafolha, a insegurança alimentar hoje é maior para os desempregados: 38% deles disseram que não tiveram comida o suficiente em casa nos últimos meses. Já entre os trabalhadores autônomos, 26% apontaram o mesmo problema, assim como 20% dos assalariados sem registro formal e 28% dos desocupados que não estão à procura de trabalho.

Foto: Adobe Stock | Licenciado

0 visualização0 comentário
bottom of page