top of page

Monumento em homenagem aos 200 anos da imigração alemã ficará na entrada do Centro Histórico de Novo

Obra prevista para Novo Hamburgo deve fazer parte das comemorações do bicentenário, que ocorre em 25 de julho de 2024

por Carla Fogaça, via Jornal VS

Com 4,5 metros de altura, o monumento que será construído em Novo Hamburgo em celebração ao bicentenário da imigração alemã ficará posicionado na entrada do Centro Histórico, na Praça Monsenhor Edmundo Backes. Conforme explica o artista Marciano Schmitz, responsável pelo estudo da obra denominada ‘Monumento 200 anos da Imigração Alemã no Brasil’, a construção representará as diferentes famílias de imigrantes que chegaram ao Brasil.

“Temos a família tradicional representada pelo casal com dois filhos; temos o mais aventureiro, que pegou as roupas e fez uma trouxa; temos a maternidade, que é o começo de tudo; e um imigrante com a escritura de uma terra”, elenca.

A obra será construída em concreto pigmentado, que confere o mesmo efeito do arenito. Além dos imigrantes, haverá um velame de 9 a 10 metros de altura, que lembra as velas dos navios que chegaram no fim do século 19. “Nós sonhávamos em construir com bronze, mas não será possível e também é arriscado para casos de roubo. Então, optamos pelo concreto. Ficará lindo”, adianta o artista.

A iniciativa partiu da Sociedade de Amigos da Fundação Ernesto Frederico Scheffel. De acordo com a presidente do grupo, Margôt Sperb Schütz, esse projeto é a realização de um sonho antigo. “Há muitos anos, queríamos fazer algo que indicasse a colonização, pois não existe nada do tipo em Novo Hamburgo. E, agora, estamos prestes a ter. Vai ficar grandioso, não só na beleza, mas no tamanho.”

Maquete em exposição

A expectativa é que o monumento faça parte da comemoração do bicentenário da Imigração Alemã, que ocorrerá em 25 de julho de 2024. Quem tiver interesse em conhecer o projeto e participar do processo de desenvolvimento da obra, pode conferir a maquete da escultura até o dia 5 de agosto na 10ª edição do Swan Expoarte. “Estamos na primeira etapa, que é lançar a maquete da escultura. O próximo passo é alavancar recursos e parcerias para a execução do projeto”, explica o curador Angelo Reinheimer. “O monumento não vai apenas beneficiar Novo Hamburgo, e sim toda a região. É uma homenagem aos 200 anos de colonização alemã”, conclui.

Foto: Carla Fogaça – GES – Especial

1 visualização0 comentário

Comments


bottom of page