top of page

Mais de 33 milhões de brasileiros vão passar o Natal sem comida

Mais de 33 milhões de pessoas vão passar o Natal sem comida no Brasil. O número de famintos no país supera a população inteira da Venezuela.

Um levantamento divulgado neste ano mostra que o Brasil tem cerca de 33,1 milhões de pessoas passando fome, quase o dobro do número de pessoas em situação de fome estimado em 2020. Em números absolutos, são 14 milhões de pessoas a mais passando fome no país.

Os dados são do 2º Inquérito Nacional sobre Insegurança Alimentar no Contexto da Pandemia da Covid-19 no Brasil, realizado pela Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (Rede PENSSAN).

Essas pessoas infelizmente passarão uma das datas mais comemoradas mundialmente sem ter comida no prato. Os dados são preocupantes e assustadores. A parcela de brasileiros que não teve dinheiro para alimentar a si ou a sua família em algum momento nos últimos 12 meses subiu de 30% em 2019 para 36% em 2021, atingindo novo recorde da série iniciada em 2006. Essa é a primeira vez desde então que a insegurança alimentar brasileira (fome) supera a média simples mundial.

Comparando a média simples dos mesmos 120 países com o Brasil, antes e durante a pandemia, a insegurança alimentar subiu 4,48 pontos percentuais, número superior se comparado ao conjunto de países (aumento percentual quatro vezes maior no Brasil), sugerindo ineficácia relativa de ações nacionais.

O aumento da insegurança alimentar entre os 20% mais pobres no Brasil durante a pandemia foi de 22 pontos percentuais, saindo de 53% em 2019 e chegando a 75% em 2021, nível próximo do país com maior insegurança alimentar da amostra, o Zimbawe (80%).

Já os 20% mais ricos experimentaram queda de insegurança alimentar de três pontos percentuais, indo de 10% para 7%, pouco acima da Suécia (5%), o país com menos insegurança alimentar. Na comparação com a média global de 122 países em 2021, os 20% mais pobres brasileiros têm 27 pontos percentuais a mais de insegurança alimentar enquanto os 20% mais ricos apresentam 14 pontos percentuais a menos.

A situação é tão grave que os mais de 33 milhões de pessoas que passam fome no Brasil supera a população inteira da Venezuela com 29.503 milhões de habitantes em 2022.

Matéria: Maria Fernanda Garcia

Imagem: Adobe Stock

2 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page