top of page

Fusquinha com telão leva cinedebate para comunidades do Rio de Janeiro

O projeto Cine Rosa Choque leva o mundo do cinema e discussões sociais para comunidades carentes do Rio de Janeiro, por meio de um fusquinha com telão

Por Juliana Lima, via Observatório do Terceiro Setor

Um fusquinha com telão está levando o mundo do cinema a comunidades carentes do Rio de Janeiro. Trata-se do projeto Cine Rosa Choque, que funciona graças a um carro fusca, modelo 1979, cor-de-rosa. O objetivo é proporcionar a transformação social através do audiovisual e de rodas de diálogo.

Criado em 2020 pela designer em sustentabilidade e pedagoga social Renata Lara, o projeto contou com apoio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro (SECEC – RJ) e recursos da Lei Aldir Blanc. Em sua primeira turnê pelo estado, o projeto realizou oito exibições em diferentes comunidades. Nas ocasiões, o filme exibido foi o documentário ‘O silêncio dos homens’ (2019), seguido por rodas de debates sobre igualdade de gênero e cultura de paz.

Com a primeira turnê concluída, o projeto lançou também um documentário próprio, de 20 minutos, disponibilizado no Youtube. O curta fala sobre a história do Cine Rosa Choque, desde a reforma do fusquinha até as exibições presenciais e online que ocorreram em 2021, com os bastidores do projeto e depoimentos de participantes.

Ao todo, cerca de 2 mil pessoas já foram impactadas diretamente pelo projeto, além de outras 8 mil que foram impactadas indiretamente. Para muitas dessas pessoas, esse foi o primeiro contato com o cinema.

Em abril de 2022, o Cine Rosa Choque irá realizar sua segunda turnê, que passará pelas comunidades da Casa Branca, na Tijuca; Rocinha, em São Conrado; Complexo do Alemão; na Praça Mauá; Quilombo Santa Rita do Bracuí, em Angra dos Reis; e Aldeia Indígena Pataxó Hã-hã-hãe, em Paraty.

Para saber mais sobre o projeto, visite suas redes sociais.

Foto: Cine Rosa Choque (Redes Sociais)

1 visualização0 comentário

Comments


bottom of page