top of page

Cresce o número de estrangeiros no Campeonato Brasileiro

Ao todo são 91 jogadores e treinadores de fora do país na primeira divisão; São Paulo e Athletico Paranaense lideram no quesito

A primeira divisão do campeonato brasileiro teve alta de 9,6% na quantidade de jogadores e técnicos estrangeiros em clubes neste ano. São atualmente 91 contra 83 do ano passado. São Paulo e Atlhetico Paranaense são os times com a maior quantidade de jogadores de fora do país: oito no total.

O clube paulista tem dois jogadores argentinos, dois italianos, um colombiano, um equatoriano, um uruguaio e um português. Já o clube do Paraná conta com três uruguaios, dois colombianos, um argentino, um equatoriano e um ucraniano naturalizado.

Em 2013, ao lado do presidente Fabio Koff, o então diretor executivo do Grêmio, Rui Costa, atualmente no próprio São Paulo, foi quem protocolou junto à CBF o pedido para aumento no número de estrangeiros em campo, de três para cinco.

A CBF permite até cinco estrangeiros em campo por time por partida. Outros clubes também têm níveis altos de jogadores de fora, casos de Atlético-MG, com 7 atletas e o treinador, do Botafogo, com 6 jogadores e o treinador, do Red Bull Bragantino, com 6 jogadores, do Fortaleza e do Santos com 5 atletas e o treinador, e do América-MG e do Internacional, com 5 jogadores cada.

Os países com mais jogadores atuando na Série A são: Argentina (20), Uruguai (17), Colômbia (14), Paraguai (10), Chile (4), Equador (8), Portugal (6), Venezuela (3), Itália (2), EUA (2), Ucrânia (2), Bolívia (1), Coréia do Sul (1) e China (1).

Autor: Lucas Vettorazzo

Imagem: O técnico do Corinthians Vitor Pereira – Sebastião Moreia/EFE

0 visualização0 comentário

Comments


bottom of page